domingo, 1 de maio de 2011

When They Come For Me

Música: When They Come For Me (Quando eles vierem atrás de mim)
Banda: Linkin Park
Álbum: A Thousand Suns
Ano: 2010
Link: http://www.youtube.com/watch?v=SZiq16XUHIo


Eu não sou um padrão a ser seguido
O remédio que tomo é difícil de engolir
Não sou um criminoso, nem um modelo de caráter
Não sou um líder nato, sou difícil de entender
Não sou a fama e fortuna
Nem a mesma pessoa te convencendo a desistir do jogo
Entrei no ringue como um cão numa coleira
E descobri que no fundo tudo é pior do que parece
E parece ruim, mas pode piorar
Porque mesmo uma habilidade é um presente e uma maldição
Porque quando você entende a teoria de como as coisas funcionam
Todos querem que tudo seja bom como era no começo
E não sou um robô
Não sou um macaco
Não vou dançar, nem se a batida for boa
Sou o oposto de preguiçoso, longe de ser um punk
Vocês todos deviam parar de falar e tentar me alcançar
E todos dizem...

Lauryn disse que o dinheiro muda a situação
Big disse que aumenta a complicação
Kane disse "Não entre, não sou ele"
Chuck disse que uma Uzi pesa uma maldita tonelada
E sou apenas um aluno do jogo que me ensinaram
Tocando meu Rock em todos os lugares que me trazem
Sou terrívelmente subestimado, mas estou aqui para corrigir isso
E para que não haja enganos, vou dizer para o arquivo

Sou o oposto de ruim, oposto de fraco
Oposto de folgado, sinônimo de quente
Sinônimo de um abalo perto de um precipicio
Longe de ser um punk
Vocês todos deviam parar de falar e tentar me alcançar
E todos dizem...

Oh, quando eles vieram atrás de mim
Atrás de mim
Estarei longe...

4 comentários:

  1. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog "história que me contam na . Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs


    Narroterapia:
    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.

    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Passando para conhecer seu lindo blog, espero poder voltar, beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Viva e deixe viver. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Visitei um blog seu, e de cara gostei da frase. Visito o outro e me deparo com tanta música boa. :D

    ResponderExcluir